7 hacks para contratar profissionais de TI

Se tem uma coisa que todo profissional procura conhecer são os “macetes” que facilitam o trabalho e que são adquiridos com a experiência e a busca pela especialização. Plataformas, aplicativos, metodologias e tudo que melhore tarefas e processos, está valendo!

No caso do RH, contratar profissionais de TI é um desafio e indica que terá destaque reconhecido nos próximos anos. Afinal, a profissão “recrutador especialista em tecnologia da informação” está entre as profissões emergentes de 2020, segundo pesquisa feita pelo LinkedIn.

Para lidar com esse desafio, selecionamos 7 hacks que a equipe de RH precisa conhecer para melhorar o processo de contratação de profissionais de TI.

1. Vagas nos lugares certos

Para contratar profissionais de tecnologia, invista tempo e recursos nos lugares certos. Nada de divulgar em grandes bancos de vagas de emprego, ou apenas para seus seguidores nas redes sociais.

A recomendação é procurar plataformas que sejam especializadas em vagas de TI. Com elas, a oportunidade de emprego será divulgada para o público certo e em ambientes que já fazem parte da rotina de quem trabalha com tecnologia.

2. Testes práticos e online

Um dos hacks mais interessantes para contratar profissionais de TI é aplicar testes durante o processo seletivo. É no teste que o candidato mostra suas habilidades técnicas em um exemplo real, a capacidade de resolver problemas, as tecnologias usadas, e como ele se desdobra nessas questões.

Para quem é do time de RH, conte com os gestores de TI para formular o teste prático. Uma dica é acrescentar questões para avaliar outras características, como softs skills.

3. Entrevista semiestruturada

Esse hack que vai fazer a diferença na produtividade de quem faz processo seletivo: ter uma entrevista semiestruturada. Evidentemente, o tipo de entrevista pode variar conforme a empresa, mas a entrevista semiestruturada é um bom caminho para contratar profissionais de TI.

Ela consiste em seguir um roteiro estabelecido, mas permite a inclusão de perguntas no decorrer da entrevista. É um método que dá brecha para aprofundar assuntos e fazer avaliações mais subjetivas sem perder o foco da entrevista.

4. Programas de indicação

Esse método já é bastante usado em empresas, principalmente, as de tecnologia. O programa de indicação costuma funcionar da seguinte forma: um colaborador indica um profissional para determinada vaga. Se a indicação for contratada, o colaborador ganha uma bonificação.

É interessante destacar que o colaborador, por já conhecer o perfil da empresa e do profissional, tem boas chances de indicar com sucesso alguém que atenda à vaga.

5. Hunting

Sabe aquelas vagas de TI bem específicas ou que precisam de um perfil diferenciado? Depois que você descobrir o hunting para resolver essas questões, vai entender por que vale a pena apostar no serviço.

O hunting faz a busca dos profissionais de forma mais ativa. Usa networking, contatos técnicos, LinkedIn e outras ferramentas para “caçar” o candidato certo.

Diante do mercado de TI altamente competitivo, o serviço é ideal para selecionar os candidatos mais específicos (e, por muitas vezes, mais estratégicos).

6. Outsourcing

A terceirização dos serviços de TI é uma alternativa que precisa estar entre as soluções para otimizar o time e as entregas de tecnologia da empresa, e é um hack importante para o RH. Isso porque ao terceirizar com uma empresa focada em tecnologia, quem contrata não precisa se preocupar com processo seletivo, reduz encargos, e tem acesso ao trabalho de profissionais qualificados.

Hoje em dia, o outsourcing pode ser customizado conforme o perfil da empresa, formato de trabalho, de comunicação com o time e demais adequações do cliente.

7. Customização

Por fim, um dos hacks que alguns profissionais de RH acabam não lembrando durante a rotina de tarefas de RH é que o processo seletivo de TI pode ser customizado, e algumas empresas oferecem essa possibilidade, como a Lisa IT.

Ao contar com uma empresa especializada em profissionais de TI, é possível:

 

  • adequar a seleção ao perfil da empresa;
  • fazer um modelo de contratação de acordo com as necessidades;
  • garantir que a cultura da empresa seja transmitida aos candidatos;
  • reforçar e destacar os benefícios da empresa;
  • repassar a estratégia de desenvolvimento profissional aos candidatos;
  • oferecer o processo de onboarding completo aos novatos do time;
  • terceirizar boa parte das atividades operacionais de processo seletivo.

 

Curtiu os hacks para contratar profissionais de TI? Para muitos deles, você pode contar com os serviços da Lisa IT para pôr em prática. Entre em contato, tire suas dúvidas sobre os serviços e otimize o processo seletivo do seu time de tecnologia.